O Bichanos do Porto é um projecto de um grupo de amigas com uma paixão comum: gatos. Lidamos constantemente com situações de abandono e maus tratos e não conseguimos ignorar esta triste realidade. Como não somos associação nem temos espaço próprio, os gatinhos que recolhemos são acomodados nas nossas próprias casas. Por isso, tudo o que fazemos é fruto de esforços pessoais, a todos os níveis, bem como da boa vontade de todos aqueles que, de uma forma ou de outra, vão colaborando com esta causa.

26/09/09

Curta vida do Onassis

Esta semana, a Fátima Rodrigues reparou num gatinho bébé, com cerca de 6 semanas, todo encolhido no meio de uma colónia de rua e viu que ele tinha uma "bola" com ferida, na zona do anus. Como é evidente, pegou nele e levou-o ao vet.


Verificaram logo que o gatinho estava cheio de fezes "presas", para além de uma ferida infectada. Esvaziaram a bolsa como puderam, foi medicado imediatamente para as dores, que eram imensas e ficou internado para ser sedado no dia seguinte e avaliada a causa. Logo na altura, se desconfiou dum problema congénito complicado.

No dia seguinte, fez RX, que revelou o intestino completamente entupido e um esfincter anal subdesenvolvido, que não permitia a saída normal das fezes.
O prognóstico não era famoso e a única hipótese do Onassis seria uma cirurgia de "abertura do anus", com pós-operatório complicado. O orçamento para esta cirurgia, mesmo com desconto de 50 %, era de 150 €, pesado para quem, como nós, temos tantas despesas, só que como haveria a hipótese desse problema poder ser causado por uma hérnia (isto recuperável) e só com o inicio da cirurgia, se poderia ver melhor, não hesitamos em dar essa chance a este gatinho que deve ter sofrido horrores na sua curta vida e que mesmo assim, ronronava e dava turrinhas, nitidamente agradecido por o termos aliviado um pouco.

Infelizmente, mal foi anestesiado e aberto, o vet. verificou que era um problema congénito gravissimo e sem possibilidades de recuperação. Foi então, eutanasiado enquanto dormia.

É dificil imaginar como este gatinho conseguiu sobreviver até ás 6 semanas, custa pensar no sofrimento dele durante este tempo e na capacidade incrivel que estes animais têm, de aguentar a dôr. Fica-nos o fraco consolo dele ter tido a sorte de se ter cruzado com a Fátima.
O nosso trabalho não é só criar gatinhos lindos para adopção, é tratarmos e lidarmos com situações limite, muitas vezes com desfechos menos felizes :-(

Fica em paz, Onassis

8 comentários:

TJ disse...

:,(

alex disse...

Como dizes, o consolo é ter-se cruzado com alguém especial.
Vida curta, realmente.

Anónimo disse...

nestas alturas nem há palavras para transmitir o que sente por dentro. coitadinho do bébe, imagino o sofrimento.
Fatima, ainda bem que reparou nele.
:'(

Anónimo disse...

vocês são absolutamente fantásticas!
parabéns pelo trabalho imensamente comovente que desenvolvem

Mónica disse...

Tão lindo bébé! É uma tristeza muito grande! Custa tanto vê-los partir! ai fazer companhia à minha "Lua" que partiu na semana passada com 4 semanas. Tomem bem conta um o outro, lindos bébés.

Kya disse...

Morreu sem dores, morreu depois de ter experimentado carinho da mão humana... viveu um bocadinho, foi feliz um bocadinho, graças a vocês! Pobre bichinho...

Sr.Brunoo disse...

Admiro muito o vosso trabalho!
Espero que continuem assim a ajudar aqueles que mais precisam.

Bjxx

Jorge disse...

Continuem o bom trabalho!
Eles merecem!