O Bichanos do Porto é um projecto de um grupo de amigas com uma paixão comum: gatos. Lidamos constantemente com situações de abandono e maus tratos e não conseguimos ignorar esta triste realidade. Como não somos associação nem temos espaço próprio, os gatinhos que recolhemos são acomodados nas nossas próprias casas. Por isso, tudo o que fazemos é fruto de esforços pessoais, a todos os níveis, bem como da boa vontade de todos aqueles que, de uma forma ou de outra, vão colaborando com esta causa.

16/09/07

Violeta

Esta é a Violeta - menina ainda novinha mas já com muito para contar e para deixar para trás das costas! Encontrada com uma patinha esmagada e a deixar um rasto de sangue e carne por onde passava, foi apanhada e tratada... Infelizmente foi necessário amputar a patinha toda, devido à gravidade dos ferimentos :( A Violeta tem também uma lesão antiga no olho direito, mas felizmente vê muito bem :)
No início a intenção de quem a apanhou era de eventualmente devolver ao local de proveniência depois de tratada, pois a Violeta tem já uns 6 meses e era uma gatinha brava! Mas durante o tempo do pós operatório, com a manipulação e cuidados, foi-se transformando, e é agora uma gatinha meiga, assustadinha, que ainda é preciso aproximar devagarinho para não se assustar, mas que se derrete com festinhas, que roça as bochechas quando esfregada de lado, que com tempo e paciência se transformará certamente numa gatinha confiante e mimalha!


Pediram-nos então ajuda, pois a associação que a ajudou não podia ficar com ela, e a fat que tinha disponível era mesmo só para um pós operatório rápido e soltar logo que possível! Complicado como é encontrar fats, esta menina mexeu mesmo connosco, pois sem uma patinha na rua e sendo meiga, era mesmo uma dor de alma. Perdemos pois a vergonha :) e pedimos descaradamente à Ângela e ao Rui, o casal amoroso que nos adoptou a Nana e a Miriam, e que como eles dizem, já sabem como "namorar" gatos tímidos :) a ver se podiam ficar com a menina em regime de fat, para ela perder o medo que ainda tem, e lhe podermos dar a oportunidade de encontrar uma família onde fique protegida! Como ela é muito submissa com outros gatos e não era preciso separá-la, eles disseram logo que sim, e lá foi a Violeta para a sua casinha provisória!


A Violeta está assim neste momento em regime reforçado de amassos e mimos, mas já de boa saúde e à espera que alguem se apaixone por ela e queira como companheira e amiga para o resto da sua vida!
A Violeta já está esterilizada!

5 comentários:

mafalda disse...

...tadinha, tao novinha e ja tanto sofrimento...mas felizmente encontrou alguma paz..obrigado ao casal maravilha que se ofereceu para a acolher e vamos aguradar que surja alguem para dar uma casinha definitiva a esta pequena...

Sandra disse...

não há hipótese de o casal que a acolheu ficar com ela?

patricia disse...

A Violeta e o gatinho que vem a seguir (aquele pretinho que já partiu) deixaram-me mto comovida porque são iguaizinhos aos meus... O meu Edgar é igual ao "pequenino" e a minha Nefertiti é igual à Violetinha! Vocês dizem "quem se apaixonar" por ela...eu apaixonei-me logo, por ela e pela história dela... querida, espero que tudo corra bem. Infelizmente eu não posso ter mais nenhum gatinho, mas espero que esta menina seja mto feliz e encontre alguém que a adore como eu adoro os meus!
Patrícia Silva

Rita disse...

Fiquei comovida com esta história porque é muito idêntica à do meu gatinho que foi tirado da rua com cerca de 3 meses de idade com uma pata em tremendo mau estado. Tanto que também teve de ser amputado. Hoje já tem 9 anos e sei que ele é muito feliz. Faz uma vida normal, não é limitado em nada porque eles arranjam maneira de se adaptarem facilmente à ausência da pata.
Para ele os gatos de 4 patas é que são "estranhos" :-)

Isto porque a maioria das vezes os animais com deficiências são ainda mais descriminados e não existe mesmo qualquer razão para o serem.

Infelizmente não tenho condições para acolher mais gatos mas desejo muita sorte à Violeta.

beijinhos

Sandra disse...

Tão pequenina e com uma grande história e sofrimento, é LINDA e que meiga. Vamos torcer para que alguém de apaixone por esta pequenina e que lhe dê uma vida cheia de carinho e amor. Muita sorte bichaninha.