O Bichanos do Porto é um projecto de um grupo de amigas com uma paixão comum: gatos. Lidamos constantemente com situações de abandono e maus tratos e não conseguimos ignorar esta triste realidade. Como não somos associação nem temos espaço próprio, os gatinhos que recolhemos são acomodados nas nossas próprias casas. Por isso, tudo o que fazemos é fruto de esforços pessoais, a todos os níveis, bem como da boa vontade de todos aqueles que, de uma forma ou de outra, vão colaborando com esta causa.

30/09/06

Apresento o Rafa










O Rafa é este lindo gatarrão preto.

O Rafa precisa de uma FAT ou dono urgentemente.

O Rafa não está connosco, está com uma amiga. Para o conhecerem melhor, passo a palavra à Leonor, de Coimbra. :)) Veja na barra lateral o anúncio, vá, deixe-se encantar e ajude este velhote que já passou por muito!


O Rafa é um gato muito, muito adulto, ou seja, velhote mesmo.
Tem poucos dentes, e os que tem, estão feiotes.
Tem uma orelha ratada.
Carrega a língua, cortada, fora da boca.
Arrota para dentro e é entroncado.
Tem um coraçãozito já cansado, gosta muito de caminhar à trela mas fica extremamente tenso quando se apercebe da presença de cães.
É um gato portador de FIV (que não é transmissível a humanos) mas encontra-se num estádio assintomático.

Para além disto tudo, é um gato extremamente dócil, que adora pés, festas e companhia e é muito engraçado.

Está há mais de um mês na arrecadação da nossa garagem, porque não o podemos juntar às nossas 3 gatas e ali tem passado muitas horas sózinho, excepto quando 3 vezes ao dia lhe vamos dar de comer, brincar um pouco com ele, fazer-lhe festas, mostrar-lhe a rua...

O Rafa tem muitos fãs mas precisa muito de alguém que possa ficar com ele, que possa fazer aquilo que temos feito: dar de comer, dar-lhe um espacinho e companhia de vez em quando. Não pode voltar à rua. E não pode continuar onde está porque não é vida.
Precisa de alguém que lhe possa assegurar um resto de vida feliz.

Será que vocês querem conhecer o Rafa...?
Será que lhe podem oferecer um espacinho?
Ele não precisa de muito: só espaço, comida e cuidados básicos. Companhia, quando for possível.