O Bichanos do Porto é um projecto de um grupo de amigas com uma paixão comum: gatos. Lidamos constantemente com situações de abandono e maus tratos e não conseguimos ignorar esta triste realidade. Como não somos associação nem temos espaço próprio, os gatinhos que recolhemos são acomodados nas nossas próprias casas. Por isso, tudo o que fazemos é fruto de esforços pessoais, a todos os níveis, bem como da boa vontade de todos aqueles que, de uma forma ou de outra, vão colaborando com esta causa.

23/08/07

Rodolfo Valentino e os abandonos!

É engraçado, sem ter piada nenhuma, como todos os anos milhares de animais são abandonados nesta altura do ano. São-no de uma forma geral sempre, mas os meses de Julho e Agosto são pródigos nisto. É engraçado, como tanta gente adopta de animo leve um animal sabendo que um ano mais tarde, dois ou três vai ter que arranjar uma "solução" para ele.

Quem adopta um animal já sabe que mais tarde ou mais cedo, vai precisar de sair de casa, de se ausentar.....porque é que mesmo assim continua a adoptar? A solução é simples, fácil e económica. Na primeira vez que esse animal chocar com os projectos de uma semana nas Caraibas ou quem sabe com um destino bem mais modesto e como certo e sabido é que nenhum "bicho" poderá impedir essas tão merecidas férias atira-se pela borda fora, aí algures numa esquina qualquer....por isso esta "gentinha" que os abandona continua a adoptar ano após ano...





Na passada Terça-feira o Valentino estava sentado em posição de gatinho, de costas para os carros em plena IC28, em frente à Exponor. Tive muito medo de atravessar, não por poder ser atropelada mas por pensar que ele iria correr assustado para o meio dos carros. Muito lentamente aproximei-me e chamei-o....O Valentino simplesmente se virou, olhou-me, miou e quando lhe peguei ao colo enrolou as patinhas no meu pescoço a ronronar.....



Estava cheio de pulgas, fome e sede :( Quando o vi já ele tinha sido atropelado. Os ferimentos são ligeiros. Está muito, mesmo muito magro. As fotos não mostram, mas ele é um gato grande e pesa apenas 2 kgs... é jovem, segundo a vet, embora tenha alguns dentinhos partidos muito provavelmente no atropelamento!

Vai fazer antibiótico e "engorda" durante 10 dias, depois será castrado e aí vai precisar de um humano, que saiba o verdadeiro significado desta palavra, que o adopte para toda a vida!

8 comentários:

Sónia disse...

A revolta que me dá quando vejo isto!!!!!

Eu sou incapaz de deixar os meus gatos sozinhos em casa, quanto mais na rua à merce de todos os perigos! Lá em casa tb vamos de ferias! Mas estou coordenada com os meus pais que ficam SEMPRE com eles, nem que seja um FDS!! Os "avós" tratam a Carlota e o Sebastião como se fossem a neta!! É lindo, mas o meu Pai até os estraga com biscoitinhos que eles adoram e faz "camas" junto da janela para eles apanharem sol sem perigo de apanharem janelas abertas!!

Eu nem consigo imaginar os meus bichos, na rua!! O Sebastião foi abandonado no verão passado por uns tipos que eram meus vizinhos!! Era uma gato de rua que por lá andava e que eu andava a namorar, mas na altura o meu marido não queria mais animais, até que o adoptaram para depois meses mais tarde o porem na rua outra vez!!
Ele praticamente bateu na minha porta à procura de paz, comida e agua! Foi ficando, sempre comigo a pensar que o ia dar a alguém, mas depois fiquei com medo que lhe fizessem o mesmo, ele começou a ser a minha sombra, a Carlota lá o aceitou (+ ou -), e hoje amo de paixão o meu casal "maravilha"!

O Sebastião tem uma pachorra infinita para a minha filha que: Bate com as patas a fingir que são palmas, faz " give me five" com a pata do gato, da-lhe papa com garfo de brincar, aprendeu praticamente a dizer olhos, orelhas, com o gato como modelo (aqui siginifica que quase lhe poem od dedos nos olhos) e o desgraçado deixa fazer tudo sem sequer refilar!!!

Para mim abandonar um animal e equivalente a abandonar um familiar!! Essa gente não presta! Espero bem que um dia o castigo lhes bata à porta!!

Desculpem lá o discurso, mas fico tão irritada com isto que me vou esticando nas palavras!!!

Jocas

bixana disse...

Ai Fatima, o titulo deu-me um frio no estomago, pensei que tinha sido o "meu" Rodolfo Valentino...
Nao ha palavras para estas pessoas... E claro que ele tinha de se cruzar contigo, nao é? ;))

Marta disse...

Nem sei bem como começar...
Moro por minha conta, num T1 Kit, com 3 gatos (Bia, Pimentinha e Kiko)e com todas as limitações que isso possa trazer...
Adoptei primeiro a Bia, depois o Pimenta e o Kiko foi o 3º, que fechou a conta :-)))))
NUNCA, em tempo algum, me passou pela cabeça abandonar os meus bichanos que dormem comigo todas as noites, que me lambem as lágrimas quando choro e que me estragam de mimos sempre q regresso. Sim, pk a minha profissão tem exigido que me ausente por curtos períodos de tempo do país. A isto se somar-mos as férias...
E tenho SEMPRE alguém q trate deles: a minha mãe, o namorado (que os estraga de mimos. consegue ser pior do que eu ;-) ), etc...
Aliás, tenho amigos meus que me deixam a cuidar dos seus proprios gatos, fazendo assim uma "comunidade" que se entreajuda...
Para mim não há motivo algum que justifique o abandono de um animal.
Nem consigo imaginar os meus gatos na rua! Morriam á fome e á sede...
É crueldade...
Mais uma vez, um gande bem-haja a todas vós!
Bjos
Marta

Pandora disse...

Provavelmente foi deixado ali mesmo e esperava a volta da sua familia...qual familia?
Beijos.

Maria disse...

É cada vez mais comum as pessoas abandonarem cães e gatos nas vias rápidas e auto-estradas, muitas vezes atirados para os separadores centrais, de onde não conseguem sair sem atravessar, ficando a maioria das vezes atropelados quando vencidos pela fome e sede decidem tentar atravessar.

Já apanhei um gato num separador central que tinha sido visto a ser atirado para lá por um carro.

A sorte dele foi ter-se cruzado contigo Fátima. Espero que agora vocês os dois tenham a sorte de encontrar uma família a sério para o Rodolfo...

Menina_marota disse...

O egoismo e maldade do ser humano é terrivel. Tive um gatinho chamado Faísca que morreu envenenado por um vizinho meu! Soltei um suspiro de alívio quando mudei de casa. Mas também não tive sorte, porque o Tareco, imaginava-se pomba e corria atrás delas pelos telhados do meu prédio... um dia desapareceu mesmo! Procurei-o desesperada durante meses a fio.

Acabou por vir "ocupar" o lugar dele a Rita, uma cadelinha agora com 10 anos, que a dona não podia tomar conta e ofereceram-me, muito fraquinha, doente e mal tratada, mas agora é vê-la rija e linda!!

Nem sei como qualificar quem consegue abandonar os seus animais, é como se abandonassemos um nosso familiar...

Beijinhos e tudo de bom

(linkei-te no meu blogue, não te importas pois não?) :-))

Van Dog disse...

Parabéns. Pelo trabalho que têm feito, e também pela divulgação.

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,